Trabalhe Conosco Home
Âncora Imóveis

DICAS


10 tendências de decoração

 

10 tendências de decoração

1. Mais cor em casa

O branco, os tons pastel e o cinza claro dominaram a decoração de muitas das divisões, sobretudo de salas e cozinhas, nos últimos anos. Em 2018, todas as habitações pedem mais cor. A maneira mais fácil da introduzir é através de objetos coloridos. As almofadas, as mantas e algumas peças decorativas, como jarras, figuras de animais, quadros ou pequena estatuária, são formas de conseguir.

Os mais radicais podem aproveitar para pintar as paredes com tons mais quentes e/ou para adquirir mobiliário colorido. Há sofás, cadeirões, cadeiras e mesas que, a par dos tapetes, podem ser utilizados para dotar alguns dos principais espaços sociais de maior cor. Na cozinha, pode ainda recorrer a eletrodomésticos coloridos, cortinados com cores mais fortes ou ainda a utensílios repletos de cor.

2. Lavatórios e lava-louças de materiais diferentes

Os lavatórios e os lava-louças brancos e em aço inoxidável estão fora de moda. Os de pedra, de cobre, de betão e de granito, materiais menos usados nas habitações, vão ganhar maior popularidade em 2018. As novas cores permitem também novas soluções decorativas, mais naturalistas e menos convencionais. Além do material, mudam também as dimensões. Passam a ser mais largos e mais fundos.

3. Padrões florais regressam em força

A semelhança do que tem acontecido nas coleções de moda das últimas estações, os padrões florais voltam em força neste ano. Além dos cortinados, as flores vão estar fortemente presentes na roupa de cama e até nas toalhas, muitas vezes em tecidos com cores fortes e contrastantes.

4. Iluminação vintage

O estilo revivalista de outras épocas continua a ser tendência e faz-se notar sobretudo no design de luminárias. A iluminação de teto em cobre envelhecido promete fazer furor, conferindo maior urbanismo e sofisticação a muitas das salas nacionais. As luminárias de mesa e as de pé seguem a mesma corrente, recuperando um design que remete imediatamente para outras épocas.

5. Balcões em betão

O betão é um material em alta nos dias que correm e são cada vez mais os que o utilizam e/ou escolhem com propósitos decorativos. Muitos arquitetos e designers de interiores têm vindo a sugeri-lo para as bancadas das cozinhas e até das casas de banho, aligeirando os ambientes e até tornando-os mais leves.

6. Paredes de madeira trabalhadas

Em anos anteriores, foram tendência e, este ano, continuam a sê-lo. As paredes de madeira pintadas, muitas delas com desenhos gravados, têm sido usadas em cozinhas e em casas de banho em muitos outros países europeus. Em 2018, essa moda estende-se aos quartos. Muitos arquitetos de interiores sugerem paredes forradas em tons naturais, embora alguns sugiram o uso de cores fortes para dar mais vida a estas divisões.

7. Papel de parede e autocolantes

Casas com mais cor(es) é uma das premissas de 2018. Para o conseguir, muitos especialistas defendem o recurso a papel de parede e/ou a autocolantes de parede. A ideia é tirar partido dos padrões de muitos deles para aplicar em superfícies pontuais, criando um efeito moderno com um toque artístico. Os mais radicais sugerem o uso de azulejos para forrar paredes para alcançar o mesmo objetivo.

8. Quartos minimalistas e descontraídos

Em contraponto com os que defendem o uso de fortes e coloridos padrões florais em todas as divisões, incluindo nos quartos, há quem defenda um regresso ao minimalismo decorativo nestes espaços, adotando um estilo estético mais próximo da corrente escandinava. Além de roupa de cama de cores claras e de um único tom, sem padrões, sugerem a redução do número de almofadas e de objetos, numa linha muito mais feng shui.

9. Espaços multifunções

Em 2018, muitas divisões ganham outras dimensões, passando a funcionar como espaços multifunções. Uma nova realidade que está na origem da criação de (re)cantos de leitura e/ou de pequenos espaços para diferentes tarefas, sempre que possível unidos num interior aberto. Mais confortáveis, estes espaços estão na origem de um aconchego mais encantador e elegante, sinónimo de um design de interiores moderno e cosmopolita.

10. Formas simples e depuradas

A simplicidade e a geometria minimalista são outras das correntes decorativas que marcam o ano. Os interiores tornam-se mais clean, mais depurados e, substancialmente, mais elegantes. O recurso do mobiliário metálico, habitualmente mais despretencioso, é uma das formas de conseguir. O uso de madeiras, preferencialmente escuras, a par do uso de materiais como a cortiça, a cestaria e a verga, também o garantem.

 

Fonte: https://lifestyle.sapo.pt/casa-e-lazer/decoracao-e-jardins/artigos/10-tendencias-de-decoracao-a-seguir-em-2018